Pré-carregamento

O Fenômeno Barbenheimer – como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?

O Fenômeno Barbenheimer - como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?

Você deve estar de saco cheio de ver postagens sobre Barbie e Oppenheimer na sua timeline, é impossível escapar desses dois filmes desde a estreia de ambos em 20 de julho, mas é fascinante pensar que essas foram as obras mais discutidas do ano, e há vários motivos para isso.

Em anos futuros, esse fenômeno será estudado não apenas como um marco na história do cinema, mas também como uma análise de comportamento de público, de memes e, principalmente, de publicidade.

Barbenheimer pode ser a chave para ver como o futuro do cinema irá se comportar.

Now I Became Barbie Girl, Destroyer of Barbie Worlds 

A primeira pergunta que devemos fazer é: como isso aconteceu?

Bem, o que ocorreu é que dois filmes muito esperados tiveram a mesma data de estreia. 

Barbie é a adaptação para as telas da boneca mais famosa do mundo, e Oppenheimer conta a história de J. Robert Oppenheimer, cientista físico que comandou o Projeto Manhattan, responsável pela criação da bomba atômica.

São filmes que não poderiam ser mais diferentes, um é uma comédia sobre a boneca da Mattel, e outro é uma cinebiografia de uma figura histórica controversa. 

O que geralmente acontece quando esses filmes estreiam na mesma data, é que o sucesso de um acaba sendo a queda do outro. Afinal, assistir a dois filmes no cinema no mesmo dia não é algo tão comum para a maioria das pessoas (até pelo preço do ingresso), ou se assiste um, ou se assiste outro.

Obviamente, o interesse do público mais geral previa o sucesso de Barbie (por ser uma marca tão conhecida), e uma bilheteria mediana para Oppenheimer. Mas poucos poderiam prever o que acabou acontecendo.

Memes, muitos memes

O Fenômeno Barbenheimer - como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?
Os dois lados da moeda

A internet abraçou a piada e decidiu juntar os dois filmes, vários memes fizeram graça da diferença entre ambos, Barbie e Oppenheimer se tornaram uma nova versão de “patricinhas vs góticos”, duas visões de mundo completamente diferentes, mas que se complementam. 

Ao invés de se criar uma rivalidade entre os filmes, foi idealizada uma parceria (não-oficial) entre ambos. A publicidade de Barbie acabou abraçando a piada, e até mesmo Greta Gerwig (diretora) e Margot Robbie (atriz que interpreta a Barbie), tiraram uma foto com ingressos para Oppenheimer. 

O Fenômeno Barbenheimer - como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?
Em dúvida? Assista os dois

Já Oppenheimer teve uma questão mais complicada, por conta da temática do filme, participar da brincadeira poderia ser visto como insensível às vítimas de Nagasaki e Hiroshima (vamos lembrar que mais de 70 mil pessoas morreram na explosão, sem falar das consequências do pós-nuclear).

Inclusive o perfil japonês da Warner Bros (a produtora de Barbie) chegou a fazer uma publicação condenando a brincadeira entre os filmes. 

Mas, de qualquer forma, não houve nenhuma tentativa de impedir o meme por parte da publicidade de Oppenheimer, pois eles sabiam que permanecer “quieto” nesse caso seria a melhor estratégia possível.

O dia da estreia

Ryan Gosling Sunglasses GIF by Warner Bros. Pictures - Find & Share on GIPHY
Ryan Gosling como Ken foi um dos destaques do filme

Já se esperava que Barbie fosse um sucesso, mas o filme acabou se tornando um monstro muito maior do que todos imaginavam. 

Se você foi no cinema entre julho e agosto, deve ter visto as gigantescas filas de pessoas vestidas de rosa para assistir Barbie. Foi algo que ultrapassou o hype comum e se tornou um evento popular. 

O envolvimento dos roteiristas Greta Gerwig e Noah Baumbach (ambos indicados a Oscar), já mostravam que esse não seria apenas um filme genérico sobre um brinquedo infantil para meninas, seria algo bem mais especial.

O filme surpreendeu ao fazer uma comédia mais ácida sobre feminismo, consumismo e a guerra dos sexos, algo que para muitos, foi inesperado. 

A adesão desses temas tornou a obra polêmica, o que acabou ajudando a atrair pessoas que não tinham nenhum interesse inicial. E até mesmo as pessoas que o condenaram acabaram por dar engajamento ao filme.

Independente das opiniões positivas e negativas, é inegável que Barbie se tornou o filme mais comentado do ano. Praticamente todo mundo surfou na onda da popularidade da boneca, inclusive várias marcas.

O Fenômeno Barbenheimer - como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?
O marketing da Barbie será um dos cases mais estudados em publicidade

Como dito anteriormente, se esperava que Oppenheimer conquistasse uma bilheteria mediana, mas o sucesso de Barbie e os memes acabaram alavancando o sucesso do concorrente. Estima-se que parte do público que assistiu Barbie, também assistiu Oppenheimer (mesmo que em dias diferentes).

No momento, Barbie é o filme mais lucrativo do ano, com valores acima de 1 bilhão, e Oppenheimer arrecadou cerca de 800 milhões de dólares, muito acima de todas as expectativas. 

Mean Girls Nuclear

Existe um certo “babado” peculiar sobre toda essa questão. 

O diretor Christopher Nolan trabalhou por anos com o estúdio Warner Bros e dirigiu vários sucessos nessa parceria, como Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008), A Origem (2010) e Interestelar (2014). Porém, em 2020, durante a pandemia, o diretor foi contra a decisão do estúdio de fazer a estreia de seu filme “Tenet” por serviços de streaming.

Por conta disso, ele rompeu com a Warner, terminando anos de parceria, e conseguiu um contrato milionário com a Universal Pictures, que produziu Oppenheimer.

O Fenômeno Barbenheimer - como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?
Dois estúdios com os maiores sucessos do ano

Então, a data de lançamento de Barbie, uma das maiores apostas da Warner, caiu suspeitosamente no mesmo dia da estreia de seu novo filme. Alguns viram essa decisão como uma tentativa de “vingança” do estúdio contra o diretor.

Tudo isso foi provavelmente uma coincidência, e mesmo que fosse uma vingança, acabou por ser um detalhe muito positivo para o sucesso de Oppenheimer.

The World Forever Changes

O Fenômeno Barbenheimer - como dois filmes completamente diferentes conquistaram o mundo?
Mas afinal, o que torna esse sucesso tão importante?

O sucesso de ambos os filmes chega num período em que vários filmes esperados fracassaram nas bilheterias. 

Na década passada, houve dois tipos de blockbusters que dominaram os cinemas: os filmes de super-herói e as legacy sequels.

Com o universo compartilhado da Marvel que se iniciou com Homem de Ferro (2008), os filmes de super-herói se tornaram apostas certas nas bilheterias, todos eram sucessos consideráveis. Inclusive os filmes da concorrente DC, apesar de receberem mais criticas, também foram bem lucrativos.

Já as legacy sequels, são continuações de franquias famosas, como Star Wars, Jurassic Park, Missão:Impossível, entre outros títulos famosos que são facilmente reconhecidos na cultura pop.

Mas em 2023, muitos desses filmes fracassaram em trazer lucros. Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, Indiana Jones e a Relíquia do Destino, The Flash e até mesmo Missão Impossível 7 tiveram bilheterias bem abaixo do esperado.  

The Flash Batman GIF by Warner Bros. Pictures - Find & Share on GIPHY
The Flash teve um dos maiores prejuízos de bilheteria do ano

Isso revela um cansaço do público com essas franquias, que lançaram tanto conteúdo nos últimos anos que rapidamente se estagnaram. 

Apesar do filme da Barbie ser baseado numa marca famosa, a abordagem apresentada foi bem diferente do esperado, pareceu como algo novo e original que conquistou boa parte do público.

Já Oppenheimer foi o retorno aos filmes de prestígio de sucesso, um drama histórico de 3 horas, em que as atrações principais não são os efeitos especiais e as cenas de ação, mas as atuações e a tragédia da história.  

Isso pode marcar uma mudança nos próximos anos, em que o público estará cansado da mesmice dos filmes de sucesso da última década, e estará mais aberto a novas narrativas mais ousadas.

Esse é um ciclo que se repete constantemente nas produções culturais. Na década de 1960, Hollywood teve uma crise após diversos fracassos de bilheteria, e teve que se reinventar em 1970, dando voz a novos artistas como Steven Spielberg, Francis Ford Coppola, George Lucas e Martin Scorsese, entre muitos outros.

Os resultados falam por si só. Podemos estar diante de uma nova era também.

Citando um certo físico: “agora eu me tornei a morte, o destruidor de franquias estagnadas.” Ou algo assim.

Manhattan Project Oppenheimer GIF by GIPHY News - Find & Share on GIPHY
As melhores campanhas de Dia das Mães para você se inspirar!
Postou 6 maio 2024

As melhores campanhas de Dia das Mães para você se inspirar!

O conteúdo do Dia das Mães pode ser muito igual e genérico, espera-se que o amor de mãe seja tão grande que qualquer coisa acaba sendo aceita. Mas não é bem assim! Acreditamos que as mães do mundo todo merecem muito mais carinho e criatividade, apenas um bombom e um abraço não é o...

LEIA MAIS
Meta – Copia, só não faz igual
Postou 6 maio 2024

Meta – Copia, só não faz igual

Recentemente o Meta anunciou a possibilidade de colocar carrosséis nos reels do Instagram, uma função já disponível no TikTok. Como diria a expressão: “Quem não tem cão, caça com gato”. Isso se aplica muito bem no modo como o Meta (Facebook/Instagram) age com outras plataformas...

LEIA MAIS
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Você está inscrito!
Obrigado.
Obrigado.
Você está inscrito!
Envie isso para um amigo