Pré-carregamento

Pseudodocumentários e Mocumentários: Explorando as Fronteiras do Gênero Cinematográfico

Pseudodocumentários e Mocumentários: Explorando as Fronteiras do Gênero Cinematográfico

O cinema é uma forma de expressão artística que abrange uma ampla gama de gêneros e estilos. Entre esses, destacam-se os pseudodocumentários e os mocumentários, dois subgêneros que desafiam as convenções cinematográficas tradicionais ao brincar com a percepção do espectador e a fronteira entre realidade e ficção. Neste texto, exploraremos o que são pseudodocumentários, como surgiram e algumas das principais obras do gênero, bem como discutiremos os mocumentários como uma ramificação intrigante dessa categoria cinematográfica.

Mocumentários: A Arte da Sátira Cinematográfica

Pseudodocumentários e Mocumentários: Explorando as Fronteiras do Gênero Cinematográfico

The Office é o mocumentário mais famoso já feito.

Os mocumentários são obras cinematográficas que se apresentam como documentários, mas na realidade são quase completamente fictícios. Eles são criados para entreter e fazer humor, muitas vezes satirizando eventos, pessoas ou situações da vida real.

 A característica central dos mocumentários é o tom cômico e satírico. Eles frequentemente usam situações exageradas, personagens caricatos e humor para fazer críticas sociais ou políticas, ou simplesmente para criar comédia.

As obras deste subgênero frequentemente apresentam personagens fictícios, que interagem com o mundo real. Esses personagens são interpretados por atores com personalidades elaboradas que contribuem para o humor da narrativa.

Pseudodocumentários: Uma Abordagem Criativa à Realidade

Pseudodocumentários e Mocumentários: Explorando as Fronteiras do Gênero Cinematográfico

O primeiro Borat e sua sequência misturam ficção e realidade em suas piadas.

Os pseudodocumentários também se apresentam como documentários, mas ao contrário dos mocumentários, eles pretendem enganar o público e criar a ilusão de que os eventos retratados são reais.

A característica central dos pseudodocumentários é a busca pela autenticidade. Eles usam técnicas de documentário, como filmagens com câmera na mão, entrevistas e narração em primeira pessoa, para criar uma sensação de realidade.

Ao contrário dos mocumentários, os pseudodocumentários apresentam eventos, personagens e situações fictícias como se fossem reais. Eles não revelam de forma explícita que são ficcionais.

Os pseudodocumentários desafiam a percepção do público, fazendo com que as pessoas acreditem na autenticidade dos eventos retratados. Eles muitas vezes se tornam objeto de debate e especulação sobre sua veracidade.

Confira agora algumas opções que encantam os fãs do gênero: 

“Isto é Spinal Tap” (1984):

Dirigido por Rob Reiner, este filme segue a fictícia banda de rock Spinal Tap em sua turnê, satirizando os excessos e absurdos do mundo da música.

“Esperando por Guffman” (1996):

Dirigido por Christopher Guest, este filme segue um grupo de entusiastas do teatro amador que estão se preparando para uma apresentação especial. O filme utiliza o estilo de documentário para criar personagens excêntricos e momentos hilariantes.

“Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América” (2006):

Estrelado por Sacha Baron Cohen como o personagem Borat Sagdiyev, o filme é apresentado como um documentário sobre as aventuras de Borat nos Estados Unidos, mas é, na realidade, uma comédia de sátira social que utiliza situações reais e pessoas reais para criar humor provocativo.

“The Office” (2005 – 2013):

Esta série de comédia popular é apresentada no formato de um documentário sobre a vida cotidiana dos funcionários da empresa Dunder Mifflin. Os personagens frequentemente quebram a quarta parede, falando diretamente com a câmera, criando uma sensação de documentário. Disponível na Netflix.

“Parks and Recreation” (2009 – 2015):

Assim como “The Office”, esta série segue a vida de funcionários do governo municipal e é apresentada no estilo de um documentário falso. A personagem principal, Leslie Knope, frequentemente faz entrevistas diretas com a câmera.  

“Trailer Park Boys” (2001 – 2018)  

Esta série canadense é uma comédia que segue a vida de moradores de um parque de trailers e é apresentada como um documentário feito por um cineasta fictício. Os personagens principais são frequentemente entrevistados, e a série usa esse formato para criar humor. Disponível na Netflix.

“Modern Family” (2009 – 2020) 

Embora não seja estritamente um mocumentário, “Modern Family” é uma comédia que utiliza um formato de documentário falso para narrar a vida de uma família diversificada. Os personagens ocasionalmente falam diretamente com a câmera. Disponível na Star Plus.

“Truque de Mestre” (Magic for Humans) (2018 – 2020)

Este programa é apresentado por Justin Willman, um mágico que realiza truques de mágica na vida real com o público como cúmplice. A série usa elementos de documentário para destacar as reações genuínas das pessoas. Disponível na Netflix.

“American Vandal” (2017 – 2018) 

Esta série de comédia parodia os documentários de crimes reais, explorando investigações fictícias de crimes em escolas secundárias. A série foi projetada para parecer um documentário genuíno, mas lida com eventos fictícios e personagens. Disponível na Netflix.

“What We Do in the Shadows” (2019 – ainda no ar):

Esta série é um spin-off do filme homônimo e segue um grupo de vampiros vivendo em Staten Island. A série é apresentada como um documentário sobre a vida deles e como eles tentam se adaptar ao mundo moderno. Disponível no Star Plus.

“O Segredo do Lago Mungo” (2008) 

Geralmente filmes de terror nesse estilo são categorizados como “found footage” (exemplos como A Bruxa de Blair e Atividade Paranormal). O que diferencia O Segredo do Lago Mungo é que o filme é filmado como um documentário, com entrevistas e relatos sobrenaturais.

Essas são algumas ótimas recomendações para você conhecer melhor esse gênero. Já anota essas séries e filmes na sua watchlist.

As melhores campanhas de Dia das Mães para você se inspirar!
Postou 6 maio 2024

As melhores campanhas de Dia das Mães para você se inspirar!

O conteúdo do Dia das Mães pode ser muito igual e genérico, espera-se que o amor de mãe seja tão grande que qualquer coisa acaba sendo aceita. Mas não é bem assim! Acreditamos que as mães do mundo todo merecem muito mais carinho e criatividade, apenas um bombom e um abraço não é o...

LEIA MAIS
Meta – Copia, só não faz igual
Postou 6 maio 2024

Meta – Copia, só não faz igual

Recentemente o Meta anunciou a possibilidade de colocar carrosséis nos reels do Instagram, uma função já disponível no TikTok. Como diria a expressão: “Quem não tem cão, caça com gato”. Isso se aplica muito bem no modo como o Meta (Facebook/Instagram) age com outras plataformas...

LEIA MAIS
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Você está inscrito!
Obrigado.
Obrigado.
Você está inscrito!
Envie isso para um amigo