Pré-carregamento

Revival de Séries: os 20 anos de Shrek 2

Revival de Séries: os 20 anos de Shrek 2

Você se lembra do ano de 2004?

Era uma época mais simples. 

Mark Zuckerberg recém fundava o Facebook, Lost estreava na TV e enchia os fóruns de teorias e Hey Ya do Outkast tocava infinitamente na rádio e nos canais de música.

Também foi o ano que lançou uma das sequências mais amadas da história do cinema: Shrek 2.

Basta perguntar para qualquer pessoa quais são seus filmes favoritos que a conversa eventualmente irá chegar em Shrek 2 (ou o primeiro).

São comédias animadas que, apesar de terem piadas bem características dos anos 2000, ainda se mantêm icônicas e engraçadas até hoje. 

É regra que toda vez que passa na TV, todos param um minuto para assistir e rir das mesmas piadas que já viram milhares de vezes, mas por quê entre tantos filmes dessa época, Shrek 2 ainda é tão lembrado?

Há várias teorias para isso, vamos descobrir!

Somebody once told me…

Adeus, cantoria da Disney. Olá, All Star – Smash Mouth.mp3

O primeiro Shrek é inspirado em um livro escrito por William Steig, que contava a história de um ogro que se apaixona por uma princesa.

O humor sarcástico que parodiava os clichês e tropos de contos de fada já estava presente no livro, mas foi impulsionada muito mais pela adaptação de 2001.

Para contextualizar rapidamente os acontecimentos que moldaram o Shrek que conhecemos. 

Um produtor famoso de Hollywood chamado Jeffrey Katzenberg foi um dos presidentes da Disney em sua segunda era de ouro, época que revitalizou o estúdio com filmes como A Bela e A Fera (1991), Aladdin (1992) e O Rei Leão (1994).

Katzenberg pediu demissão da Disney em meados da década de 1990 por conflito de egos dentro da companhia, e decidiu abrir um estúdio em união com o diretor Steven Spielberg e o produtor David Geffen, assim foi fundada a Dreamworks SKG (Katzenberg, Spielberg e Geffen).

Com o novo estúdio, Katzenberg ficou encarregado das animações, e inicialmente produziu filmes como Formiguinhas (1997) e O Príncipe do Egito (1998).

A Dreamworks tinha os direitos de adaptação do livro de Steig, os produtores decidiram que esse seria o próximo filme do estúdio.

Em 2001 foi lançado o primeiro Shrek, que procurava parodiar os filmes clássicos da Disney com muito humor contemporâneo e um elenco de estrelas da época. Muitos suspeitam que o humor de Shrek foi fruto de um certo “shade” de Katzenberg para o antigo estúdio que fazia parte.

O elenco com Mike Myers, Cameron Diaz e Eddie Murphy, em conjunto com o humor ácido do filme e a trilha sonora cheia de músicas populares se mostrou muito bem sucedido. O filme foi um grande sucesso de bilheteria e ganhou o primeiro prêmio Oscar na categoria de Melhor Filme Animado (categoria recém criada naquele ano).

Livin’ La Vida Loca

Com o sucesso estrondoso do primeiro filme, não demorou muito para uma sequência ser anunciada. Shrek 2 levou cerca de três anos para ficar pronto, e estreou em 18 de junho de 2004 no Brasil.

Contando com ainda mais piadas e uma história genuinamente cativante, Shrek 2 foi um sucesso ainda maior, arrecadando cerca de 935,5 milhões de dólares pelo mundo, sendo o maior filme da Dreamworks até então (foi batido pelo primeiro Kung Fu Panda anos depois).

As críticas foram ainda mais positivas que o primeiro filme. O consenso hoje é que Shrek 2 é um clássico moderno das animações e das comédias.

Mas o sucesso não é necessariamente o indicador do porquê desse filme ser tão icônico, são os pequenos detalhes que o tornam tão único.

O fator comédia

Shrek 2 funciona quase como uma metralhadora de piadas, e o mais impressionante é que praticamente todas acertam, o que é muito difícil em comédias do tipo.

Além de parodiar os clichês de contos de fada, Shrek 2 também parodia muito bem os elementos da cultura pop da época. Ao transformar o mundo encantado em uma espécie de Hollywood (chamada de Far Far Away), em que todos os personagens famosos são celebridades, o filme trouxe aquela fantasia em algo que todos podiam reconhecer.

Há uma infinidade de momentos marcantes no filme, piadas que, assim como Shrek e cebolas, tem várias camadas.

A dublagem brasileira também adaptou muito bem as piadas para a cultura do país, afinal, várias das piadas faziam referência à cultura dos Estados Unidos da época, um humor que poderia passar despercebido por quem não o conhece.

O fator musical

Além do humor, os dois primeiros filmes do Shrek possuem trilhas sonoras sensacionais, não apenas a orquestrada, mas a seleção de músicas populares também.

Mesmo tendo uma sensibilidade pop, com bandas da época como Smash Mouth e Counting Crows, há também a presença de artistas renomados e cultuados pela crítica, como Nick Cave e Tom Waits.

Sem falar dos ótimos covers de músicas icônicas, como Hallelujah de Leonard Cohen (performada por Rufus Wainwright) no primeiro filme e Changes de David Bowie (performada pelo próprio e a banda Butterfly Boucher) no segundo.

Mas o prêmio certamente vai para a versão de Holding Out For A Hero (original de Bonnie Tyler), performada por Jennifer Saunders no segundo filme (e Marcia Coutinho na dublagem). 

O fator romance 

Nem tudo são piadas, a trama de Shrek 2 é genuinamente muito bem escrita, falando até de temas como racismo e diferença entre classes. 

Não é impossível fazer um paralelo entre Shrek como uma pessoa de etnia diferente, passando por um conflito de culturas com os pais de Fiona.

Há até um meme famoso na internet que traça os paralelos entre o filme de terror Get Out (2017) com a trama de Shrek 2.

ATENÇÃO: SPOILERS PARA AMBOS OS FILMES ABAIXO.

Revival de Séries: os 20 anos de Shrek 2

Filmes onde o personagem principal visita os pais de sua parceira pela primeira vez, apenas para descobrir que eles são racistas que elaboraram um plano para um homem branco roubar sua identidade.

Shrek 2 é um filme surpreendentemente sensível e romântico. O momento em que Shrek (transformado em humano) invade o castelo para impedir o casamento de Fiona e Encantado é um dos atos finais mais épico de qualquer filme já lançado.

Quem é Vingadores: Ultimato na fila do pão comparado a essa cena?

No final, quando Shrek e Fiona voltam na forma de ogros, é destacada a mensagem de beleza interior, algo que filmes da Disney clássica jamais fariam (basta lembrar de A Fera em A Bela e A Fera). Isso elevou o filme além de ser “apenas” uma paródia dos contos de fada.

Já deu pra ver o porquê de Shrek 2 ser tão estimado, mas falta apenas um fator que justifica sua popularidade eterna.

Nostalgia e memes

O conceito de meme, criado por Richard Dawkins, é de “uma unidade de transmissão cultural, ou de imitação”, ou seja, é um gene cultural, algo que é passado entre gerações e se mantém relevante mesmo após décadas pela repetição.

Shrek 2 fez parte da infância de uma geração inteira que ainda estima o filme como uma das melhores comédias animadas da história do cinema. Isso foi mantido pela repetição do filme, com memes e reprises que se estenderam desde seu lançamento.

Quando um filme sobrevive pela nostalgia, ele não fala apenas por si, ele fala por sua época. 

Shrek 2 não é apenas um filme de 2004, ele é o ano de 2004 encarnado para quem o lembra com carinho. 

Mas não apenas por isso, é difícil manter a memória de um filme antigo quando sua qualidade se esvai com o tempo. Shrek 2 também sobrevive porque o filme realmente é fenomenal.

Basta scrollar por qualquer rede social para que, em qualquer momento, haja uma menção a alguma cena ou momento de Shrek. Os memes estenderam a popularidade do filme para uma geração à frente e talvez até para a próxima.   

Quando alguém diz que não gosta do filme  

O futuro da franquia

A qualidade de Shrek 2 foi uma benção e uma maldição para a franquia no todo.

Foi uma benção porque estabeleceu a Dreamworks como um estúdio que poderia rivalizar com a Disney, e uma maldição porque o parâmetro ficou alto demais, e nenhuma sequência, por mais boa que fosse, conseguiria chegar no mesmo nível.

Há defensores das continuações Shrek Terceiro (2007) e Shrek Para Sempre (2010), mas as bilheterias e recepção do público e crítica foram bem medianos para ambos os filmes. O consenso geral é que a franquia já tinha atingido seu ápice, e o interesse foi baixando.

Porém, no final de 2022, foi lançado o spin-off Gato de Botas 2: O Último Pedido, que foi uma grande surpresa para todos, sendo o melhor filme da franquia desde o segundo Shrek.

Isso demonstrou que Shrek ainda pode fazer muito sucesso hoje em dia, ainda mais considerando o impacto cultural que os dois primeiros filmes ainda fazem.

Shrek 5 foi confirmado oficialmente pela Dreamworks, mas ainda sem nenhuma data de estreia, trailer ou imagem conceitual até agora. Acredita-se que o filme seja lançado depois de 2025.

Independente do que Shrek 5 tem a oferecer, sempre teremos os dois primeiros clássicos para revisitar e sermos felizes para sempre.

Fontes:

https://shrek.fandom.com/wiki/WikiShrek

https://www.imdb.com/name/nm0005076/

http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252016000300018#:~:text=Assim%2C%20para%20Dawkins%2C%20meme%20seria,dentro%20de%20uma%20determinada%20cultura.

https://www.terra.com.br/diversao/entre-telas/quando-estreia-shrek-5-entenda-a-demora-para-ver-o-retorno-do-ogro-nos-cinemas,6712ffbdc897212e077bea446021b0der5nff0sr.html

Go hardcore, or go home
Postou 12 junho 2024

Go hardcore, or go home

A biografia de Musk é imprescindível “The Man Who Followed Elon Musk Everywhere” é uma entrevista com Walter Isaacson, autor da biografia do empreendedor, conduzida pelo canal “The Diary Of A CEO” que aborda diversos aspectos da vida e carreira de Elon Musk. Mesmo autor da...

LEIA MAIS
A onda de debranding nos logotipos de grandes marcas
Postou 29 maio 2024

A onda de debranding nos logotipos de grandes marcas

Queremos algo mais clean, minimalista… Essa frase já se tornou uma espécie de piada para quem trabalha com design, mas não é difícil entender o porquê de ser tão usada nos últimos anos. Tendências de design vem e vão (e voltam) durante as décadas, seja os tons pastel e neon dos anos 1990...

LEIA MAIS
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Você está inscrito!
Obrigado.
Obrigado.
Você está inscrito!
Envie isso para um amigo