Pré-carregamento

Siga em frente, olhe para o lado…🎶🎵

Siga em frente, olhe para o lado…🎶🎵

Como a Carreta Furacão se tornou um fenômeno por todo o Brasil?

Meados de 2015, um vídeo de qualidade baixa surge no YouTube de pessoas fantasiadas como personagens dançando ao redor de uma carreta. Um deles, vestido de Popeye, corre pela rua à noite, até ser surpreendido por um ciclista, enquanto Fofão pula por uma parede ao lado e Patati observa a cena.

No momento do impacto, quando o ciclista se choca com Popeye, a voz de Chester Bennington estoura o áudio cantando o refrão de Numb, da banda Linkin Park, supostamente a segunda música mais triste do grupo. 

É o que o título diz, ao menos (qual seria a primeira? Ninguém sabe, é subjetivo, um dos grandes mistérios da humanidade).

Para entender tudo isso, você teria que estar lá.

Como diria Aslan de As Crônicas de Nárnia: “não cite a magia profunda para mim, Feiticeira. Eu estava lá quando ela foi criada.”

Muitos já devem estar confusos com essa introdução, mas é preciso estar em um certo tipo de espírito para entender o sucesso estrondoso da Carreta Furacão.

Não parece ser tão complicado entender, afinal, são pessoas fantasiadas de personagens dançando e pulando ao redor de uma carreta. É algo que é imediatamente engraçado para adultos e animador para crianças.

Mas a cultura de memes da década de 2010 foi inegavelmente responsável pela popularização maior desses artistas, é o que trouxe eles para o Brasil inteiro.

E entender a cultura dos memes é um pouco complicado, é preciso de certa bagagem.

Se liga no mestiço na batida do cavaco 

A Carreta Furacão surgiu em Ribeirão Preto – SP, é parte do que chamam de “trenzinho da alegria”, que é uma performance de rua em que dançarinos se fantasiam de personagens em volta de uma carreta que passeia pela cidade. 

Originalmente fundada em 2007 pelo casal Wellington e Fabiana Cardoni, vale dizer que eles não foram os primeiros a fazer essa modalidade de atração, os trenzinhos da alegria já faziam parte da cultura de Ribeirão Preto há muito tempo, mas hoje em dia certamente são os mais famosos.

A Carreta Furacão teve sua primeira grande exposição pelo vídeo “Trenzinho Carreta Furacão”, postado no YouTube em agosto de 2010, conquistando atualmente 15 milhões de visualizações.

As origens da Carreta

O vídeo fez bastante sucesso e logo foram chamados para diversos programas de TV, como Pânico na TV, Eliana e Os Legendários com Marcos Mion. 

Mas foi por cerca de 2013 a 2016 que tiveram sua popularidade alavancada por memes em páginas da internet e nas redes sociais.

Mas por que Linkin Park?

Em 2015, dois vídeos circularam pela internet, um foi o já citado “Popeye atropelado por ciclista…” e outro foi “somewhere I belong Fofão pula o muro…”, ambos com montagens das danças (e acidentes) da Carreta ao som de músicas da banda Linkin Park.

Essa referência é antiga na cultura de memes, pois uma prática muito comum era fazer montagens de animes (animações japonesas) com músicas da banda, logo, a ideia era adaptar esse tipo de vídeo para algo um pouco mais “brasileiro.”

Você certamente já deve ter se deparado com essas montagens no YouTube, especialmente se começou a visitar o site por cerca da segunda metade dos anos 2000.

A “lógica” seria que a Carreta Furacão é o nosso anime, e as danças e acidentes seriam as nossas batalhas.  

O humor, obviamente, é totalmente nonsense e se baseia em diversas referências, ou seja, é o típico humor que conquistou as gerações millennial e zoomer.

Ambos os vídeos pegaram uma audiência maior: os jovens e criadores de memes. Logo a Carreta Furacão se tornou um fenômeno reconhecido em todos os cantos do país.

A Carreta Furacão parece ter abraçado os memes, e isso fez deles mais populares ainda.

Subindo o muro

Apesar de fazer parte da cultura de Ribeirão Preto, logo os “trenzinhos da alegria” começaram a surgir por todo o Brasil, inspirados pela popularidade da Carreta Furacão.

A Carreta também entrou em turnês por todo o país, oferecendo diversão, animação e poluição sonora por todos os lugares onde passam.   

Ou seja, onde há pessoas rindo dentro de uma carreta, música alta, pessoas fantasiadas de personagens sambando e fazendo parkour, ciclistas prontos para atropelar esses dançarinos e motoristas mal-humorados ao redor, é sinal que um Trenzinho da Alegria está por perto

Três segundos e o produto dos seus sonhos
Postou 25 junho 2024

Três segundos e o produto dos seus sonhos

Quem frequenta o TikTok já deve ter visto um vídeo ao menos de uma empresa chinesa vendendo todo tipo de bugiganga. Eles fazem parecer que um pequeno apartamento vira uma cápsula de nave espacial de 2340. E o melhor: ainda vem com historinha! @minigoods5 #minigoods #fyp #yiwuminigoods...

LEIA MAIS
Go hardcore, or go home
Postou 12 junho 2024

Go hardcore, or go home

A biografia de Musk é imprescindível “The Man Who Followed Elon Musk Everywhere” é uma entrevista com Walter Isaacson, autor da biografia do empreendedor, conduzida pelo canal “The Diary Of A CEO” que aborda diversos aspectos da vida e carreira de Elon Musk. Mesmo autor da...

LEIA MAIS
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Você está inscrito!
Obrigado.
Obrigado.
Você está inscrito!
Envie isso para um amigo