Pré-carregamento

O TikTok e o entretenimento rápido

O TikTok e o entretenimento rápido

Os nossos hábitos de consumo de conteúdo mudaram drasticamente desde o surgimento do entretenimento rápido. As plataformas online deram azo a que consumidores também sejam produtores, tornando essas produções cada vez mais niche dentro dos aplicativos.

A rede social que mais se destacou, tendo um aumento significativo de usuários e investidores durante a pandemia, foi o aplicativo chinês TikTok. “Os conteúdos gerados por usuários (UGC), somados à mídia social, se tornaram uma forma integrada de comunicação que oferece às pessoas a oportunidade de criar conteúdo, compartilhar e estabelecer sua própria rede”(Omar & Dequan, 2020, p. 122)[1].

O TikTok e o entretenimento rápido

Além de, em si, ter criado uma nova gama de jovens profissionais — os chamados influenciadores — esse aplicativo também trouxe à tona um conceito que já havia sido visto entre 2013 e 2017: os vídeos curtos de entretenimento, conhecidos pelo app Vine. No âmbito do Marketing, este novo modelo de conteúdo significa o surgimento de uma nova divisão do setor, “dando origem a toda uma indústria de influenciadores de mídia social e agências de Marketing de influenciadores” (Haenlein et al., 2020, p. 6)[2]. Por sua vez, é dever do profissional da área instigar seus clientes a produzirem este tipo de conteúdo, dado que a capacidade de foco dos usuários é cada vez menor, já que utilizam as redes como forma de “escapismo, interação social e para fins de arquivamento.” (Omar & Dequan, 2020, p. 130)[3].

Entretanto, para conseguir aplicar o tipo de conteúdo que os usuários procuram neste formato, é necessário se adequar às diretrizes estabelecidas socialmente, embora sejam elas inauditas. “Ao contrário do Instagram (que é principalmente um aplicativo de compartilhamento de fotos de estilo de vida), o TikTok se posiciona para se concentrar em vídeos peculiares, a maioria dos quais não foram produzidos de forma muito profissional ou estética.” (Wang, 2020, p. 2)[4].

É claro que, como profissionais da área, não se pode compactuar com um vídeo qualquer. O objetivo principal deve ser aliar a essência do TikTok, um conteúdo leve e divertido, aos conceitos do seu cliente. O mais importante é que, independente do segmento, o vídeo seja divertido. Pode ser de culinária, mostrando um projeto, ou até mesmo uma loja, e, desde que se escolham as músicas em alta e o timing correto, é muito provável que o conteúdo seja entregue a mais usuários.

Então, tente fazer este experimento com o seu cliente. Existe a possibilidade do seu vídeo se tornar viral, daqueles que “atraem milhares de comentários e milhões de visualizações, likes e dislikes, promovendo assim um maior envolvimento” (Omar & Dequan, 2020, p. 122)[5]. Acompanhar as tendências faz parte do Marketing. Explore todas as suas possibilidades.

Referências

Haenlein, M., Anadol, E., Farnsworth, T., Hugo, H., Hunichen, J., & Welte, D. (2020). Navigating the New Era of Influencer Marketing: How to be Successful on Instagram, TikTok, & Co. California Management Review, 63(1), 5–25. https://doi.org/10.1177/0008125620958166

Omar, B., & Dequan, W. (2020). Watch, Share or Create: The Influence of Personality Traits and User Motivation on TikTok Mobile Video Usage (pp. 121–137). International Association of Online Engineering. https://www.learntechlib.org/p/216454/

Wang, Y. (2020). Humor and camera view on mobile short-form video apps influence user experience and technology-adoption intent, an example of TikTok (DouYin). Computers in Human Behavior, 110, 106373. https://doi.org/10.1016/j.chb.2020.106373


[1] Tradução do original: “User-generated content (UGC) plus social media is an integrated form of communication that provides people with the opportunity to create content, share and establish their own network”.

[2] Tradução do original: “[…] given rise to an entire industry of social media influencers and influencer marketing agencies.

[3] Do original: “[…] consume or watch TikTok for escapism, social interaction and archiving purposes.”

[4] Originalmente: “Unlike Instagram (which is primarily a lifestyle photo-sharing app), TikTok positions itself to focused on quirky videos, most of which were not too professionally or aesthetically produced.

[5] Do original: “[…] viral videos on TikTok attract thousands of comments and millions of views,

likes and dislikes, thereby promoting further engagement.”

Três segundos e o produto dos seus sonhos
Postou 25 junho 2024

Três segundos e o produto dos seus sonhos

Quem frequenta o TikTok já deve ter visto um vídeo ao menos de uma empresa chinesa vendendo todo tipo de bugiganga. Eles fazem parecer que um pequeno apartamento vira uma cápsula de nave espacial de 2340. E o melhor: ainda vem com historinha! @minigoods5 #minigoods #fyp #yiwuminigoods...

LEIA MAIS
Go hardcore, or go home
Postou 12 junho 2024

Go hardcore, or go home

A biografia de Musk é imprescindível “The Man Who Followed Elon Musk Everywhere” é uma entrevista com Walter Isaacson, autor da biografia do empreendedor, conduzida pelo canal “The Diary Of A CEO” que aborda diversos aspectos da vida e carreira de Elon Musk. Mesmo autor da...

LEIA MAIS
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Você está inscrito!
Obrigado.
Obrigado.
Você está inscrito!
Envie isso para um amigo