Pré-carregamento

A Responsabilidade Das Marcas

A Responsabilidade Das Marcas

Responsabilidade. Uma palavra forte, carregada de significados e que é, por diversas vezes, subestimada.

Todos temos responsabilidades, seja com nossos filhos, familiares, amigos ou pets.

Não tem nenhuma dessas?

Ah, mas, com certeza, você trabalha, joga on-line, assiste Netflix, YouTube ou tem um pequeno cactus em cima da mesa, não?

Então… para cada uma dessas situações, uma responsabilidade lhe é atribuída, meu caro.

Seja a de entregar o que lhe foi delegado no trabalho, pagar o jogo que comprou, terminar algum dos objetivos do mesmo ou ainda, nem que seja muuuuito de vez em quando, regar sua plantinha.

A Responsabilidade Das Marcas

Não vai deixar o Tamagotchi morrer, amigo.

A questão acerca da responsabilidade é que, algumas vezes, desenvolvemos um medo ou receio de assumi-las.

O medo do fato de ser incumbido por algo, e de que suas ações serão o reflexo do sucesso ou fracasso dessa atribuição é inegavelmente (cada qual em sua proporção, claro) assustador.

Mas a vida não para de nos presentear com a necessidade de tomar decisões. E, toda a vez que as assumimos, algo ou alguém passa a depender de nossas escolhas.

A Responsabilidade Das Marcas

Grandes poderes trazem grandes responsabilidades.

A RESPONSA DAS MARCAS

Quando nos detemos ao macro universo de marcas e comunicação, o assunto pode ficar meio cabuloso.

Vejamos: quem nunca viu ou compartilhou um meme de alguma falha das redes sociais por parte de alguma empresa, quase sempre em conjunto com a legenda “o estagiário errou”?

Pensemos: por que isso acontece?

Uma marca deve zelar por sua comunicação. Revisar o conteúdo e publicar materiais 100% alinhados à sua visão e postura, não?

Então, quando falhas acontecem (e elas acontecem), é sempre mais fácil culpar o mais fraco ou o estagiário imaginário (ou não).

Assumir o erro enquanto marca confiável (o que todas, sem exceção, aspiram ser) e atribuir a culpa a outro é o caminho muitas vezes escolhido.

Parte da responsabilidade das marcas é atribuir tais tarefas a profissionais ou empresas que tenham a capacidade e sejam qualificados para assumi-las, minimizando falhas e contornando crises.

A DIVISÃO DAS RESPONSABILIDADES

Sempre digo que o sucesso e o fracasso de uma marca não podem ser atribuídos somente ao logo, ao design ou à comunicação.

Existem centenas de marcas que não se comunicam com excelência, mas são cases de sucesso.

Assim como o contrário: diversas empresas têm seu processo de comunicação super alinhado e se apresentam de forma impecável, porém seus projetos ou produtos repetidamente “flopam”.

POR QUÊ?

Justamente pelo fato de que um projeto ou negócio que possui diversos pontos de contato e entrega, deve saber alinhar os mesmos conforme seus objetivos. Isso para que, como um todo (representando uma marca), consiga dividir a responsabilidade e os méritos do seu sucesso.

Um restaurante com preço adequado, comida de qualidade, serviço ágil e atencioso, pode ter um logo ruim, sim… 

A Responsabilidade Das Marcas

Pode, Chef?

Poder… não pode, néééé… mas isso não vai ser determinante para gerar o retorno dos clientes, indicações e avaliações positivas (aspectos que, invariavelmente, podem levar ao reconhecimento e trazer novos clientes). Porque o que ele se propõe a entregar é feito com maestria. O logo representa esse negócio. E se a entrega atende às expectativas, ele reflete isso e tá tudo ok.

Claro, um logo, uma arquitetura alinhada, menus e redes sociais presentes e constantes, ampliam o prisma da oferta e ajudam essa marca a se tornar “experimentável” mais rápido.

Portanto, entender que a gestão para o êxito de um produto ou serviço passa, e deve ser dividida pelos diversos “Ps” (e não somente pela Promoção), é o primeiro passo para compartilhar a responsabilidade pelo sucesso de uma marca.

“Albatross Soup”: Interesse E Engajamento Do Público
Postou 12 maio 2022

“Albatross Soup”: Interesse E Engajamento Do Público

Numa realidade tomada pelo digital, criadores de conteúdo e grandes marcas já entendem que não basta oferecer material visualmente agradável ou interessante. É preciso tornar seu produto ou serviço atraente para todos de uma forma diferente. E uma maneira de chamar atenção e conquistar seus...

LEIA MAIS
As threads do Twitter e a construção de narrativas instigantes. Segue o fio!
Postou 27 abril 2022

As threads do Twitter e a construção de narrativas instigantes. Segue o fio!

“O que está acontecendo?”. Essa é a premissa de uma das redes sociais mais influentes do mundo. Com apenas alguns tweets de 280 caracteres, você descobre os principais acontecimentos do outro lado do planeta, o meme do momento e qual a próxima celebridade a ser cancelada. Caótico,...

LEIA MAIS
Envie isso para um amigo