Pré-carregamento

15 segundos de fama e de TikTok

15 segundos de fama e de TikTok

O artista Steve Lacy tem sido um marco na cena alternativa e R&B estadunidense há alguns anos, e está alcançando novos patamares à medida que suas músicas se popularizam nas redes sociais. 

Atualmente seu trabalho mais famoso, Bad Habit, se destaca nas paradas graças à enorme quantidade de usuários usando a música em seus TikToks. A faixa atingiu o número dois na Billboard Hot 100, atrás de As It Was de Harry Styles, que também se tornou viral nas mídias sociais este ano. 

O single de Lacy foi tocado em mais de 470.000 vídeos no TikTok. A plataforma já consolidou o incentivo a produzir músicas com trechos que se tornarão virais: um refrão de até 20s com batidas marcantes o suficiente para que os influenciadores criem dancinhas ou trends com elas. Como foi o caso da música Say So de Doja Cat, que viralizou e se tornou o primeiro hit da artista, resultando em mais de 1 bilhão de reproduções e diversas indicações, dentre estas o Grammy. 

Mesma história com Beggin’, da banda italiana Måneskin, mesmo sendo um cover, após a música se difundir, fez com que a banda acumulasse mais de 138 milhões de reproduções no Spotify, chegando aos 50 artistas mais ouvidos da plataforma. Ambos artistas se tornaram internacionais a partir da “trendficação” das suas músicas.

Neste mês, um vídeo viralizou (nas redes sociais também) mostrando uma multidão cheia de pessoas em um show da turnê de 2022 de Steve Lacy. É comum os artistas pararem de cantar em certas partes das músicas como ganchos e outros momentos impactantes para dar ao público a chance de mostrar o quanto sabe as letras dos músicos. 

O curioso foi justamente o contraste do refrão que todos conheciam e cantavam em uníssono, com o silêncio da plateia quando a frase de efeito passou. Em seguida, Lacy perguntou à multidão por que eles pararam de cantar e estendeu o microfone mais uma vez e recebeu uma resposta menos do que desejável. O cantor riu e prosseguiu o show.

A reação do público a partir da publicação deste vídeo mudou e mais posts surgiram com as reações de Steve, que aparentava cansado de se apresentar para um público que não queria de fato prestigiar ou conhecer seu trabalho. Relatos de objetos sendo atirados da plateia ao palco e o reflexo impolido do cantor que pegou o objeto, jogou no chão e parou a apresentação.

As redes sociais se transformaram na maior influência de compra do consumidor. Além disso, não só mudaram a forma de se relacionar como determinam o que as pessoas consomem e compram. Cerca de um bilhão de tweets são compartilhados todos os dias por perfis de empresas, instituições e usuários individuais no Twitter. 

A grande quantidade de informações, e a agilidade com que elas são atualizadas nas linhas do tempo, gera uma verdadeira competição no que diz respeito à atenção daqueles que a consomem. E se destacam aqueles que reconhecem e aproveitam desse comportamento para lucrar e o desafio se torna como chamar a atenção com o meu conteúdo e não o conteúdo em si.

Com certeza, no final, é claro que Bad Habit ter se tornado tão conhecida, mesmo que só uma parcela dela, trouxe mais frutos do que prejuízos ao artista. Contudo, o que se ressalta é justamente como essa massificação virtual de conteúdos é tão rápida para o sucesso como é limitada. Ainda na escola, Steve produziu um álbum que foi indicado ao Grammy e este talento foi o que o levou tão longe, mesmo que ninguém saiba disso. 

As melhores campanhas de Dia das Mães para você se inspirar!
Postou 6 maio 2024

As melhores campanhas de Dia das Mães para você se inspirar!

O conteúdo do Dia das Mães pode ser muito igual e genérico, espera-se que o amor de mãe seja tão grande que qualquer coisa acaba sendo aceita. Mas não é bem assim! Acreditamos que as mães do mundo todo merecem muito mais carinho e criatividade, apenas um bombom e um abraço não é o...

LEIA MAIS
Meta – Copia, só não faz igual
Postou 6 maio 2024

Meta – Copia, só não faz igual

Recentemente o Meta anunciou a possibilidade de colocar carrosséis nos reels do Instagram, uma função já disponível no TikTok. Como diria a expressão: “Quem não tem cão, caça com gato”. Isso se aplica muito bem no modo como o Meta (Facebook/Instagram) age com outras plataformas...

LEIA MAIS
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Fique por dentro!
Receba nossas últimas novidades por email.
Você está inscrito!
Obrigado.
Obrigado.
Você está inscrito!
Envie isso para um amigo